Centrais sindicais fazem protesto contra a Reforma da Previdência; Ato acontece em todo o País

Publicado em 22 de março de 2019 - 09:23h

Por Dermival Pereira

Centrais sindicais estão mobilizadas na manhã nesta sexta-feira, 22, em todo o Brasil em defesa da Previdência Social e contra o projeto de Reforma do Governo em tramitação na Câmara dos Deputados. Em Palmas, servidores públicos e trabalhadores estão concentrados neste momento em frente ao INSS.

Cerca de mil pessoas estão reunidas no ato, em Palmas, em frente ao INSS, contra a reforma da previdência, desmonte proposto pelo presidente Jair Bolsonaro. Estão reunidas as seguintes centrais sindicais: NCST, CUT, Força Sindical, CSPB, CTB, Intersindical. E mais de 20 sindicatos filiados a essas centrais. Cerca de 1 mil pessoas.

Em pronunciamento durante o ato, o presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, criticou a reforma e falou a decisão do STF que manteve o reajuste dos 25% dos servidores do quadro geral e da Saude do Tocantins. “Vencemos os embargos ontem e agora temos o direito  dos 25% no nosso contra cheque reafirmado, o governador Carlesse entrou com com recursos por mais duas vezes na tentativa de impedir esse direito dos servidores públicos que foi conquistado em 2008, mas ele não consegui, e é assim que vamos fazer com a Previdência”, ressaltou.

Ainda com relação a reforma da Previdência, o presidente disse que “nós temos que deixar bem claro para os nossos deputados federais que o nosso movimento é contrário a reforma, e aquele deputado ou senador que votar nessa reforma, eles serão esquecidos na hora do voto aqui no Estado do Tocantins, não adianta colocar o nome na nossa frente, que nós não vamos enxergar, quero dizer aos todos, que a maldita reforma que se iniciou no governo Temer que hoje está na cadeia, veio com uma nova nomenclatura, mas na verdade, veio para tirar os direitos do trabalhador de tal forma que nós chegaremos ao túmulo e não iremos aposentar”, critica, ressaltando que “mesmo quando chegarmos ao túmulo, nossos dependentes não irão se beneficiar”.

Ao fnalizar, Pinheiro disse que “o rombo da Previdência não foi causado pelos trabalhadores, mas sim pelos deputados que estão no Congresso Nacional, pelos governadores e pelos regimes previdenciários do governo federal”.

Participantes

Participam da manifestação o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos no Tocantins (Sisepe) e da Nova Central Sindical no Tocantins (NCST-TO), Cleiton Pinheiro, o deputado federal pelo Tocantins, Célio Moura (PT), o presidente do Sintet e da CUT no Tocantins, José Roque, o presidente da Força Sindical no Tocantins, Carlos Augusto Melo de Oliveira,

Matéria atualizada às 16h53

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Acompanhantes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Acompanhantes
Visitante

Eu amo seu post obrigado.


Email: portalcpnoticias@gmail.com
Jornalista responsável: Dermival Pereira
Copyright®2018 - 2019 – CP Notícias Cleiton Pinheiro.

Criado por: