MPE opina favorável a manutenção da prisão do Pastor e Cabo Nelcivan

Publicado em 15 de agosto de 2019 - 17:37h

Por Dermival Pereira

O Ministério Público Estadual (MPTO) expediu, no último dia 14, Parecer favorável a manutenção da prisão do Cabo da reserva da PM, Nelcivan Costa Feitosa (conhecido como pastor Nelcivan). Ele está preso do 6º Batalhão da PM, em Taquaralto, desde o dia 23 de maio, por ofensas dele ao governador Mauro Carlesse e  contra superiores, considerado crime no Código de Processo Penal Militar (CPPM).

A manifestação do MP foi feita em pedido de Habeas Corpus impetrada na 1ª Vara Criminal da Justiça Militar de Palmas, pela defesa do acusado. No documento assinado pelo promotor de Justiça, Francisco Rodrigues de Souza Filho, o MP alega que, “as provas até então apuradas não somente demonstram a prática de diversos crimes militares, inclusive tendo proferido diversas ofensas ao Comandante Geral da PMTO, tais como assassino, afirmando que o Comandante – Geral manda matar e afirmado ainda que, no Tocantins, existe Coronel que estuprou Pfem, além de criticar atos do Governo do Estado na figura do governador, através das redes sociais, onde o ora paciente filma e mostra sua imagem nas gravações e aparições públicas, bastando para a custódia cautelar”, diz o parecer do MP no processo.

Ao CP Notícias, a esposa do Cabo, Pastora Hilda, disse que a defesa já entrou com um novo Habeas Corpus na Justiça, solicitando a liberdade do acusado.

Entenda

A ação contra Nelcivan foi movida pela Corregedoria-Geral da Polícia Militar do Tocantins que pediu a prisão preventiva do Cabo em um Inquérito Policial Militar aberto para apurar ofensas dele contra superiores, considerado crime no Código de Processo Penal Militar (CPPM). O Militar se tornou conhecido por vídeos publicados na internet em que se autointitula pastor evangélico e cabo reformado da Polícia Militar. Nos vídeos, o militar também define sua atuação como “Patrulha Desmancha Quadrilha”, e sempre com palavras de ordens faz denúncias contra gestores, polícias e principalmente, contra o governador Mauro Carlesse, de quem está proibido de falar, por decisão judicial.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Fone: (63) 98454-5055 Email: portalcpnoticias@gmail.com
Jornalista responsável: Dermival Pereira
Copyright®2018 - 2019 – CP Notícias Cleiton Pinheiro.

Criado por: