MPE instaura procedimento para investigar falta de água em Lagoa do Tocantins

Publicado em 20 de maio de 2019 - 08:49h

Por Dermival Pereira

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da Promotoria de Justiça de Novo Acordo, instaurou nesta quarta-feira, 15, Notícia de Fato para verificar a recorrente falta de abastecimento de água no município de Lagoa do Tocantins.

Conforme informações repassadas pelos moradores e publicada pelo Portal CP Notícias, cerca de três mil famílias residentes no município ficaram sem água desde a última segunda-feira, 13, tendo sido informado que o problema é rotineiro. O prefeito de Lagoa do Tocantins e a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) foram notificados a prestar informações sobre quais providências estão sendo tomadas para a solução definitiva dos problemas de abastecimento de água no município.

A promotora de Justiça Renata Castro Rampanelli Cisi fixou o prazo máximo de 3 dias para o encaminhamento das respostas.

Entenda

De acordo com membros da comunidade, sobretudo, os que moram na parte alta da cidade, o problema da falta de abastecimento de água no município tem sido recorrente nos últimos meses e a situação vem se agravando nos últimos dias. No mês passado, o abastecimento ficou suspenso por cerca de 10 dias.  Desde segunda-feira, 13, até o início da noite de ontem, a parte alta da cidade estava sem o fornecimento de água, segundo informou uma moradora.  

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Email: portalcpnoticias@gmail.com
Jornalista responsável: Dermival Pereira
Copyright®2018 - 2019 – CP Notícias Cleiton Pinheiro.

Criado por: