O bom político no Brasil, o Salvador da Pátria

Publicado em 17 de janeiro de 2019 - 14:35h

Por César Figueiredo

César é doutor em Ciência Política e professor na UFT. Foto: Arquivo pessoal

Na história política do Brasil, desde os tempos imemoriais, espera-se nos períodos eleitorais a figura do Salvador da Pátria, ou seja, aquela figura ungida de poderes sobrenaturais e que terá a força necessária para tirar o país da sua eterna crise. Tal figura emerge muito fortemente durante os pleitos para Presidente, mas também pode ser observada nas candidaturas dos governadores, dos deputados federais e demais postulantes a cargos eletivos. De acordo com as regras constitucionais, a fim que ele possa ser candidato, deve haver prerrogativas mínimas que versam sobre a legalidade da sua pessoa jurídica com vista a ser elegível e, principalmente, da sua idoneidade moral. Prerrogativas tão difíceis no Brasil, tanto no período recente quanto em tempos remotos, uma vez que, via de regra, nunca houve prioridade para a averiguação do atestado da moralidade pública de nenhum candidato.

Conforme sabemos é muito popular a seguinte frase: “rouba mas faz”, como se o ato de roubar fosse inerente ao ato político; seria, portanto, consagrar uma aberração da política, pois o que era para ser visando o bem público transformasse apenas no uso da máquina pública para o proveito pessoal. Não obstante toda essa carga deletéria da história política brasileira, começa a haver sensivelmente um trabalho mais efetivo na construção da figura do bom político, principalmente, cobrando deste personagem os seguintes atributos mínimos: competência, transparência, zelo com o serviço público, probidade administrativa e uma série de itens que deveria ser condição sine qua non para assumir um cargo público; porém, ainda tão esquecidos nesta atual eleição brasileira.

César Alessandro S. Figueiredo, doutor em Ciência Política, professor da Universidade Federal do Tocantins, onde atua na Linha de Pesquisa: Memória Política; Partidos Políticos; Ditadura Militar; Literatura Política.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Email: portalcpnoticias@gmail.com
Jornalista responsável: Dermival Pereira
Copyright®2018 - 2019 – CP Notícias Cleiton Pinheiro.

Criado por: