Seciju faz blitzs educativas em combate à exploração e abuso sexual de crianças

Publicado em 17 de maio de 2019 - 15:45h

Da Redação do Portal CP

Em alusão ao Dia de Combate à Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, promovido nacionalmente no dia 18 de maio, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Superintendência de Administração do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, está realizando blitzes educativas em Palmas.

A primeira aconteceu nesta quinta-feira, 16, na avenida JK. Nesta sexta-feira, 17, acontecerá a segunda blitz,  às 17 horas, na avenida Tocantins, em Taquaralto.

A ação conta com a participação da Banda Mirim da Guarda Metropolitana de Palmas, além da participação da Diretoria dos Direitos Humanos, também ligada à Seciju, onde, em pontos estratégicos, a equipe envolvida visa mobilizar com maior eficácia toda a população.

O superintendente do Sistema de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Gilberto Costa, explica que a campanha nasceu em função de um crime bárbaro que aconteceu no ano de 1973, em 18 de maio, na cidade de Vitória, no estado do Espírito Santo, contra uma criança chamada Aracéli. “Esse foi o marco dessa campanha que visa aplacar a violência contra crianças e adolescentes; quanto mais pessoas pudermos abordar nas blitzen, mais os conscientizaremos e isso é o que queremos”, ressaltou.

O projeto foi apresentado pelas gerentes da Seciju, Rejane Pereira Pinto e Andréia das Neves Seles, e tem como objetivo informar aos motoristas e transeuntes que estiverem de passagem pelo local as formas de abuso e como fazer a denúncia. Além das blitzen, foi promovida uma dinâmica que consiste em uma vacinação simbólica em alusão aos direitos das crianças e do adolescente. Esta dinâmica tem a participação de alunos da Escola Estadual Vale do Sol, de Palmas.

“Essa ação é importante, pois sensibiliza a população sobre o tema abuso e exploração sexual, além disso, irá promover práticas de bons tratos e dar visibilidade às ações que o Estado têm executado em prol desta política de atendimento”, explicou Rejane Pereira, gerente de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente.

De acordo com Andréia Selles, gerente da Promoção da Primeira Infância, esta ação está acontecendo na Capital, mas também em todo o Estado. “O 18 de maio já acontece no Brasil inteiro, foram vários municípios que executaram essa ação, que já está incluída no plano de atividades da Gerência da Promoção da Criança e do Adolescente e agora também faz parte do plano da Gerência de Promoção da Primeira Infância. Aqui no Tocantins, estamos dando suporte nos municípios do interior. Estamos atuando em todo o Estado”.

Elis Sodré, responsável técnica pela dinâmica da vacinação contra os maus tratos, capacitou os adolescentes que participaram e conta que a ação foi toda coordenada por adolescentes. “O objetivo da campanha é trabalhar o protagonismo juvenil. A gente vacina de forma simultânea em vários espaços da cidade e a culminância se dá em um dia festivo, sempre com a participação do adolescente. Eles são capacitados a perceber e entender o que é a violência sexual, e explicam isso para a sociedade, que erroneamente, entende violência sexual como um ato que teve sua efetivação com o ato da penetração”.

“Na minha escola, a diretora e um agente do Conselho Tutelar foram até as salas e convidaram alguns alunos a participar de uma capacitação para falar sobre violência sexual com as pessoas aqui da cidade. Eu espero participar ano que vem para ajudar mais nossa sociedade”, explicou Dhully Maiany Feitosa dos Santos, 12 anos, aluna da Escola Estadual Vale do Sol, que não escondeu sua satisfação em participar da campanha. (Com informações da Ascom da Seciju).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Fone: (63) 98454-5055 Email: portalcpnoticias@gmail.com
Jornalista responsável: Dermival Pereira
Copyright®2018 - 2019 – CP Notícias Cleiton Pinheiro.

Criado por: